Foto: Greg Ponthus

E uma aeromoça mandou apagar todos os apetrechos de fumo
E não especificou: cigarro, charuto ou cachimbo.
E eu respondi no meu coração: você tem belos apetrechos de amor,
E também não especifiquei.

E ela disse que eu apertasse o cinto e me afivelasse
À poltrona, e eu respondi:
Quero que todas as fivelas na minha vida tenham a forma da sua boca.

E ela disse: Você quer café agora ou mais tarde,
Ou nunca. E passou por mim,
Alta de tocar o céu.

A pequena cicatriz no alto do seu braço
Indicava que jamais contrairia varíola
Seus olhos indicavam que jamais voltaria a se apaixonar
Pertence ao partido conservador
Daquelas que só têm um grande amor na vida.


Yehuda Amichai (tradução: Monique Balbuena)


Anúncios


A vida junto da morte
na carcaça de um carro à beira da estrada
você ouve as gotas de chuva na lata enferrujada
antes de senti-las cair na pele do rosto.
Cai a chuva, salvação depois da morte.
Ferrugem mais eterna do que sangue,
mais bonita do que cor de labaredas.
O vento que é tempo, alterna
com o vento que é lugar.
E Deus
permanece na terra como um homem que sabe
que esqueceu alguma coisa
e fica
até lembrar.
E à noite você pode ouvir
como maravilhosa melodia,
o homem e a máquina,
no seu lento caminho, do fogo rubro
para a paz negra
e daí para a história
e daí para a arqueologia,
e daí para um belo estrato de geologia.
Isso também é eternidade
como o sacrifício humano que virou
sacrifício animal e depois oração em voz alta
e depois oração dentro do peito
e afinal nem oração.



Yehuda Amichai  (tradução: Millor Fernandes)



Posted by: Jussara


Na história de nosso amor, um foi sempre
uma tribo nômade, outro uma nação em seu próprio solo.
Quando trocamos de lugar, tudo tinha acabado.
O tempo passará por nós, como paisagens
passam por trás de atores parados em suas marcas
quando se roda um filme.
As palavras
passarão por nossos lábios, até as lágrimas
passarão por nossos olhos.
O tempo passará
por cada um em seu lugar.
E na geografia do resto de nossas vidas,
quem será uma ilha e quem uma península,
ficará claro pra cada um de nós no resto de nossas vidas
em noites de amor com outros.

Yehuda Amichai  (tradução: Millor Fernandes)



Posted by: Jussara


Quem abandona o que ama,
lançará suas coisas pela janela
e dirá: é tudo o que eu tinha.
Àquele que abandona o que ama
ocorrerão milagres às avessas:
o vinho se tornará sangue
e o pão pedra
e o Mar Vermelho não se abrirá para uma nova vida
mas, sim, permanecerá intacto como uma lembrança
intransponível na qual se afogará.

Yehuda Amichai  (tradução: Carlito Azevedo)


Released (Carlien Beukes) menor

“Released” by Carlien Beukes